Defesa de Flávio Bolsonaro avisa que senador não poderá participar de acareação com Paulo Marinho


    A defesa de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) avisou ao Ministério Público Federal (MPF), nesta quarta-feira (19), que o senador não irá comparecer no dia 21 de setembro à acareação marcada no procedimento que investiga suposto vazamento de informações sigilosas sobre a Operação Furna da Onça, deflagrada em 2018. 
    As informações são do jornal O Globo.
    O intuito do ato processual era confrontar as versões do parlamentar e do empresário Paulo Marinho, que o acusou de ter recebido detalhes antecipadamente sobre a ação da Polícia Federal (PF) por intermédio de um delegado da corporação.
    Os advogados Luciana Pires e Rodrigo Rocca afirmaram que Flávio não estará disponível em 21 de setembro. O senador pretende verificar sua agenda e, de acordo com as possibilidades, responder a intimação enviada pelo MPF através da Procuradoria-Geral da República (PGR).
    De acordo com a publicação, parlamentares têm direito a optar pela data mais adequada para depor. Na apuração em questão, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não é investigado e, portanto, não teria a obrigação de participar da acareação. /Por: Agência Senado  Por: Redação BNews
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment