Especialistas dizem que Governo não tem condições de suspender auxílio emergencial


    O auxílio emergencial teve um aumento significativo nos domicílios brasileiros em julho, segundo a coordenadora da pesquisa Pnad Covid-19, Maria Lúcia Vieira, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 
    O benefício, de acordo com o site Folha de São Paulo, vem ajudando a aquecer a economia, além de auxiliar a população mais pobre e que, essa interrupção traria impactos, principalmente aos mais vulneráveis. 
    O pesquisador Daniel  Duque, da Fundação Getúlio Vargas, explica que não seria possível impedir uma queda na renda dos brasileiros mais pobres, sendo que eles serão os mais afetados. “Estamos longe a situação pré-pandemia e, mesmo se saísse uma vacina [para a covid-19], amanhã não teríamos essa recuperação”, explicou o pesquisador. 
    O governo estuda usar uma Medida Provisória (MP) para prorrogar o auxílio emergencial com valor abaixo de R$ 600. Em contrapartida, o ministro Paulo Guedes (Economia) defende o valor de R$ 200, pois se aproxima do pagamento do Bolsa Família, já auxiliadores do governo prevê a possibilidade de ter parcelas de  R$ 300 até dezembro. /Por: Reprodução / redes sociais  
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment