Feira de Santana: Travesti confessa matar guarda municipal após briga durante programa



    Policiais civis da Delegacia de Homicídio de Feira de Santana localizaram a suspeita do assassinato do guarda civil municipal da cidade de Alagoinhas, André Luís de Carvalho de Holanda, de 36 anos. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (17), e o corpo de André foi localizado pela manhã. 

    A suspeita se trata de uma travesti de 27 anos, que faria um programa com a vítima e, de acordo com o delegado Rodolfo Faro, titular da DH, o homicídio ocorreu por um desentendimento no pagamento. André morreu com um tiro na cabeça. O corpo foi encontrado seminu, ainda com o preservativo. 

    Câmeras de segurança e testemunhas ajudaram na investigação, que localizou a travesti com arma de fogo e aparelho celular subtraído da vítima. Ela estava com as malas prontas para fugir, mas foi presa em flagrante por homicídio e confessou que não tinha intenção de matar. 

    “Em razão deste desentendimento, a vítima, supostamente, teria sacado essa arma de fogo no sentido de intimidá-la e que houve luta corporal até pegar a arma da mão da vítima e efetuar esse disparo, que, de acordo com a suspeita aconteceu de forma acidental. Em depoimento, ela disse que cobrou R$ 20,00 e que, supostamente, a vítima não queria pagar”, declarou o delegado do caso ao portal Acorda Cidade. 

    A travesti está presa e à disposição da Justiça.   / Por: Reprodução/ Acorda Cidade 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment