Gráfica onde prova do Enem vazou em 2009 será responsável pela impressão do exame em 2020

    Reprodução/Agência Brasil
    O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 será impresso na mesma gráfica onde a prova foi roubada em 2009. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a contratação foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (4) após a Gráfica Plural  - que faz parte do Grupo Folha - derrubar uma liminar da 14ª Vara do Distrito Federal, que impedia que o Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep) assinasse o contrato com a empresa.
    A decisão atendia a pedido de outra empresa, a Valid S.A., que havia ficado em segundo lugar no processo licitatório vencido pela Plural. A Valid questionava os requisitos de segurança do processo de escolha. O contrato foi assinando na última sexta-feira (31). A Plural venceu o certame ao oferecer R$ 63 milhões pelo serviço, enquanto a Valid pediu R$ 93 milhões. Em 2009, o vazamento da prova do Enem acabou provocando o adiamento das provas.
    Técnicos do Inep ouvidos pela reportagem em condição de anonimato afirmaram que não houve rigor na comprovação das exigências de segurança. Eles citam acusações de conluio com a Plural até necessidade de corte de gastos em virtude de redução orçamentária. O jornal também procurou a direção da empresa, que preferiu não se manifestar, e o Inep, que não respondeu até o instante da publicação.(BNews) 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment