Messer recebeu meio quilo de maconha de família investigada por tráfico internacional de drogas


    O doleiro Dario Messer disse, em delação premiada, que conheceu a família Mota - que o abrigou no Paraguai e é dona de diversos negócios no Mato Grosso do Sul - apenas quando já estava foragido.
    A família em questão é invesigada pela polícia e pelo MPF por suposta participação no tráfico internacional de drogas. O líder do clã é Antônio Motta, cujas investigações apontam ser um traficante.
    Messer, o "doleiro dos doleiros", disse que nunca ouviu ou viu nada sobre o assunto enquanto era abrigado pela família. Mas, em determinado trecho da delação surge essa descrição: “certa feita (Messer) pediu maconha para uso pessoal ao Tonho, tendo recebido uma barra de meio quilo de maconha, usando aos poucos”. /Por: Reprodução 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment