Neto agradece Marcio Marinho mas lembra que formação de chapa não pode ser com imposição e veto


    A pós o presidente estadual do Republicanos, deputado federal Márcio Marinho ficar de cabeça quente ao saber de rumores de que o partido pode romper a aliança com o pré-candidato Bruno Reis (DEM) e lançar um candidato próprio em Salvador, o prefeito ACM Neto tentou amenizar a situação na manhã desta sexta-feira (21), durante coletiva de imprensa na inauguração da rua Cônego Pereira.
    A informação que corre é de que o PDT fará a indicação para a vice na chapa. O que contraria, segundo Marinho, uma promessa feita por Reis.  
    Colocando em prática a diplomacia, que lhe é característico, Neto afirmou que tem gratidão por Marinho, mas que é preciso ouvir os 13 partidos que compõem a coligação do DEM. Jogou também para o pupilo a responsabilidade das articulações políticas, já que está concentrado nas ações de enfrentamento da Covid-19 na capital baiana. 
    “Sou amigo do deputado, reconheço o apoio que ele dá à prefeitura e os recursos que envia de Brasília. Sou muito agradecido pelo apoio dos Republicanos nesses oito anos de gestão. Temos vereadores e secretário competentes. Entendo que cada deputado tem o direito de colocar suas pretensões, mas não posso falar pela coligação que vai se formar, tenho deixando nesse momento aos cuidados de Bruno. São 13 partidos com o DEM que vão integrar a coligação de Bruno e é natural que todos sejam ouvidos, todos têm o direito de pleitear o vice. Aí é preciso analisar, mas não pode ser na imposição e veto”, comentou Neto.  /Por: Divulgação  Por: Redação BNews
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment