O "baiano bom de briga" e a defesa pelo planejamento familiar: veja a trajetória de Elsimar Coutinho


    Cientista, médico e farmacêutico, Elsimar Metzker Coutinho foi um dos mais proeminentes nomes da saúde já produzidos pelo Brasil. Nascido na pequena Pojuca, localizada a 70 km de Salvador, Elsimar formou-se em Farmácia e em Medicina na Universidade Federal da Bahia (Ufba), onde posteriormente se tornou professor e pesquisador.
    Foi na Ufba em que Elsimar deu início às suas primeiras descobertas na área de saúde relacionadas à sexualidade e à reprodução humana. Nos anos 1960 e 1970, o estudioso publicou seus primeiros trabalhos sobre a supressão da menstruação e sobre métodos e medicamentos anticoncepcionais, tanto femininos quanto masculinos. 
    Elsimar Coutinho nunca se prendeu ao desejo de ser bem quisto em seu meio, muito pelo contrário: acumulou brigas e discordâncias durante sua longeva carreira. Diversas polêmicas marcaram sua trajetória de mais de meio século na medicina. Em entrevista de 2011 publicada em seu site, o médico se classifica como um "baiano bom de briga, que ganha todas as brigas tranquilamente".
    Apesar dos 90 anos, Elsimar não deixou de buscar novos avanços em sua reta final de trabalho. Em suas clínicas, localizadas em diversas cidades do Brasil, tratamentos novos com tecnologias avançadas eram abordados diretamente pelo médico, como por exemplo, modernos implantes de chips de reposição hormonal.
    Entre todos os feitos de sua longa carreira, sua principal obra é o Centro de Pesquisa e Reprodução Humana (CEPARH), referência em reprodução humana localizado no bairro da Federação, no centro da capital baiana. Por ali, passam desde pessoas com grande poder aquisitivo até pessoas carentes, que necessitam de assistência em planejamento familiar, ideia que permeou todo o trabalho ao longo da vida de Elsimar. 
    Falecimento
    O médico e cientista baiano faleceu nesta segunda-feira (17), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 30 de julho, com quadro de insuficiência respiratória aguda. A informação foi confirmada  ao BNews pela assessoria do médico. 
    Elsimar foi transferido para a unidade de saúde em São Paulo após ficar dias internado no Hospital Aliança, em Salvador. Ele era acompanhado pelo cardiologista Roberto Kalil, que cuidava do cientista há anos.  /Por: Divulgação  Por: Tiago José Paiva
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment