“Pode ser que eu tenha mandado o Queiroz pagar uma conta minha”, admite Flávio Bolsonaro


    O senador Flávio Bolsonaro admitiu que o seu ex-assessor Fabrício Queiroz, que comandava um esquema de "rachadinha" no antigo gabinete do filho do presidente da República na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), pagou algumas de suas contas pessoais.
    Sem confirmar o fato, Flávio disse em entrevista ao O Globo que pode ter "por ventura" tenha "mandado" Queiroz fazer o pagamento, mas com o seu dinheiro. "Não posso mandar ninguém pagar uma conta para mim no banco?", indagou.
    "Pode ser que, por ventura, eu tenha mandado, sim, o Queiroz pagar uma conta minha. Eu pego dinheiro meu, dou para ele, ele vai ao banco e paga para mim", justificou. 
    INCONSISTÊNCIAS
    O recente depoimento de Queiroz quando esteve preso em Bangu, apresenta diferenças com as datas das conversas entre ele, o presidente Jair Bolsonaro e Flávio.
    O ex-assessor alegou que a última vez que esteve com os dois foi quando o envolvimento na Operação Furna da Onça veio à tona, no início de dezembro de 2018, mas que "não tiveram qualquer tipo de contato".
    Em 2019, contudo, Flávio afirmou que falou com o seu ex-assessor após ele ser submetido a uma cirurgia para tratamento do câncer.  /Por: Roberto Viana/ BNews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment