"Podem fechar a cara pra mim, mas decisões serão técnicas", diz Neto sobre pressões para reabrir bairros com medidas restritivas


    Até o próximo sábado (29), o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciará novas decisões relacionadas ao combate ao coronavírus na capital baiana. Entre os anúncios esperados está a reabertura do comércio nos bairros do Nordeste de Amaralina e Pernambués. Nos últimos dias, comerciantes desssas regiões realizaram protestos pedindo a liberação das atividades.
    Mas o prefeito voltou a repetir que não aceitará pressão e reforçou que as decisões da gestão seguem critérios técnicos. "Sei lidar com pressão. Vocês estão calejados de saber. Mostrei que com equilíbrio e capacidade de ouvir jamais tomei decisão que colocasse em risco a saúde pública. Isso não vai acontecer em lugar algum da cidade. A gente não pode agradar todo mundo, mas há amplo sentimento na cidade de que fizemos as coisas certas. Pode ser que amanhã (sexta-feira) encerre no Nordeste, mas não porque houve pressão. Se houver essa decisão será por critérios técnicos", indicou.
    Sobre Pernambués, ACM Neto lembrou que é um dos bairros campeões em casos. "Se tem um lugar que conheço como a palma da minha mão é Pernambués. Tenho carinho, estima, amigos. Vou fechar o bairro de graça? Claro que não. Foi medida inevitável. Pode gastar buzina, fechar rua, queimar pneu, fechar a cara pra mim, mas as decisões serão técnicas", avisou.
    Há ainda a expectativa sobre a ativação da fase três, quando cinemas, teatros, clubes sociais e parques urbanos poderão reabrir. No entanto, o prefeito fez questão de mencionar que nos próximos dias deve anunciar a flexibilização de algumas atividades, sem dar pistas sobre quais seriam. / Por: Divulgação/Secom  Por: Redação BNews
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment