Programa de redução de jornada e salário será prorrogado por mais dois meses, diz Paulo Guedes


    O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta sexta-feira (21) que o  Programa do Benefício Emergencial (BEM) — medida que permite a redução temporária do salário e da jornada de trabalho — será prorrogado por mais dois meses.
    "Enquanto os países mais avançados, que também gastaram muito dinheiro na crise, como os Estados Unidos, perderam 30 milhões de empregos em 5 ou 6 semanas, nós estávamos preservando 11 milhões. O BEM já favoreceu quase 16 milhões de trabalhadores que tiveram empregos preservados", disse Guedes.
    O ministro também afirmou que na próxima terça-feira (25) deverão ser anunciadas novas medidas para a manutenção e geração de empregos no Brasil.  / Por: Fabio Pozzebom/Agência Brasil 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment