Supremo forma maioria para proibir Ministério da Justiça de produzir dossiê contra antifascistas


    O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria de votos na tarde desta quinta-feira (20) para determinar que o Ministério da Justiça a suspenda, imediatamente, a produção de dossiês sobre a vida pessoal e práticas cívicas de cidadãos identificados como antifascista. As informações são do portal G1.
    A Corte analisa uma ação da Rede Sustentabilidade, que questiona a produção dos dossiês pela pasta. O julgamento teve início nesta quarta, com o voto da relatora, ministra Cármen Lúcia, pela suspensão. Votaram de acordo com a relatora - na íntegra - Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux.
    A ação também pede a abertura de inquérito pela Polícia Federal "para apurar eventual prática de crime por parte do ministro da Justiça e Segurança Pública e de seus subordinados", além da remessa dos conteúdos já produzidos ao STF para análise, com a manutenção provisória do sigilo. A existência do relatório foi revelada por reportagem do portal UOL. /Por: Rosinei Coutinho/SCO/STF 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment