Taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 cai para 59%, a menor registrada desde maio


    A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratar pacientes infectados com Covid-19 voltou a registrar queda em Salvador, nesta sexta-feira (7). A taxa de ocupação foi de 59% e, com isso, a cidade registra o quarto dia consecutivo de queda na ocupação dos leitos de UTI.
    Na terça-feira (4), o índice foi de 68%; na quarta-feira (5), alcançou 67%; e quinta-feira (6), ficou na casa dos 60%. Com esses números, a cidade dará início a fase dois do plano de reabertura das atividades econômicas. Assim, estarão liberadas para reabrir: academias de ginásticas e similares; barbearias e salões de beleza; centros culturais bibliotecas, museus e galerias de arte; lanchonetes, bares e restaurantes.
    Teoricamente, a fase dois de reabertura poderia acontecer nesta sexta-feira (06), mas o prefeito ACM Neto (DEM) avisou que isso só ocorrerá a partir de segunda (10), para evitar aglomerações em bares e restaurantes no Dia dos Pais, domingo (09). 
    "Temos acompanhando os números. Até o presente momento, não estamos sentindo impacto no sistema de saúde. Isso mostra que os comerciantes estão seguindo os protocolos determinados pela Prefeitura", destacou o secretário municipal da Saúde, Leo Prates (PDT).
    Plano Retomada Salvador:
    O plano Retomada Salvador realizado pela prefeitura e pelo governo do estado determina protocolos e critérios para reabertura do comércio na cidade. Foram determinadas fases e o principal indicador utilizado é a ocupação dos leitos de UTI exclusivos para covid-19.
    Na fase 1, foram liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 75% durante cinco dias: Shoppings, centros comerciais, comércio de rua acima de 200 metros quadrados, templos religiosos, igrejas e  drive-in.
    Na fase 2, que terá início na próxima segunda, serão liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 70% durante cinco dias: Academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus e galerias de arte, lanchonete, bares e restaurantes.
    Na fase 3, estarão liberados para retomar as atividades quando a taxa de ocupação for menor que 60% durante cinco dias: Parques de diversões, parques temáticos, teatros, cinemas, casas de espetáculos, clubes sociais, recreativos e esportivos, centros de convenções e convenções. 

    Por: Divulgação  Por: Redação BNews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment