TRF-4 reverte decisão de Moro e absolve tesoureiro do PT


    O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reverteu, nesta quarta-feira (26), outra decisão do ex-juiz Sergio Moro e absolveu o ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, condenado por lavagem de dinheiro e associação criminosa dentro da autodenominada operação Lava Jato. Essa é a segunda decisão de Moro revertida nesta semana.
    Por unanimidade, os três juízes federais da 8ª Turma do Tribunal, João Gebran Neto, Leandro Paulsen e Carlos Thompson Flores, consideraram que não havia provas suficientes para a condenação. Ele chegou a ficar preso por pouco mais de seis meses entre junho de 2016 e fevereiro de 2017, alvo de uma das fases das ações do consórcio de Curitiba.
    À época, Moro estipulou fiança de R$ 1 milhão para que o ex-tesoureiro deixasse a cadeia, o que levou à defesa a alegar incapacidade financeira. Com isso, o valor foi depois diminuído para R$ 200 mil pela juíza substituta no Paraná, Gabriela Hardt.
    Na terça-feira (25), a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal anulou a condenação do doleiro Paulo Roberto Krug, considerado culpado de envolvimento em um suposto esquema de fraude do antigo Banestado (Banco do Estado do Paraná), em processo que havia sido julgado pelo ex-juiz.
    O STF acatou um recurso da defesa, que havia questionado o fato de Moro ter permitido a tomada de depoimentos referentes à delação de Alberto Youssef depois das alegações finais da defesa. Já sobre o tesoureiro do PT recaíam acusações sobre irregularidades nas obras do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes) da Petrobras. / Por: Divulgação/PT  
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment