Com saída de PL e PDT da base de Rui, Podemos reivindica espaço no governo


    O Podemos vai reivindicar mais espaço no Governo Rui Costa. Com a saída do PL e PDT, partidos que migraram para a base do prefeito ACM Neto e estão apoiando Bruno Reis nas eleições deste ano, a sigla quer aproveitar as lacunas que serão deixadas pelos ex-aliados.
    "A reinvindicação partidária é a única humana que não tem limites, quanto mais o partido tem, mas quer. Nós queremos, achamos que temos importância, mas não é por causa de Salvador é por causa de 2018, nós estamos aguardando o momento certo e governador com certeza vai aumentar o nosso espaço", disse, o deputado federal Bacelar, que oficializou hoje a candidatura à prefeito de Salvador, em convenção partidária. 

    Hoje, o PDT, presidio por Felix Mendonça comanda a Seagri (Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura) e a Juceb (Junta Comercial do Estado). A sigla, no entanto, no âmbito municipal, conta com o secretário municipal de Saúde, Leo Prates, na gestão de ACM Neto. Já o PL, comandado pelo ex-deputado federal José Carlos Araújo, ocupa cargos na gestão, como a direção da Prodeb (Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia). A Secretaria de Turismo da Bahia também está com Fausto Franco, na conta do PL. Conforme apurado pelo BNewsas indicações serão trocadas, já que os partidos deixaram à base. /


      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment