Conquista: Câmara Municipal recebe pedido de impeachment contra Herzem Gusmão


    O vereador David Salomão (PRTB) protocolou um pedido de impeachment contra o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, que começa a ser analisada a partir da próxima semana. O edil é inimigo número um do gestor na Câmara Municipal e já deu declarações polêmicas contra o adversário. A denúncia se baseia na contratação de uma empresa de transporte coletivo.
    "A denúncia é com relação a contratação de empresa de transporte coletivo sem licitação. A quantia já ultrapassou R$ 25 milhões", declarou David ao BNews. 
    A peça narra que, de janeiro até o dia 5 de maio deste ano, a Prefeitura de Vitória da Conquista pagou à empresa Viação Rosa o montante de R$ 8.333.456,22. Desde julho de 2019, já foram gastos mais de R$ 21 milhões e 800 mil dos cofres públicos para manter a operação.
    "Desde o início do mandato do atual Prefeito, a Administração Municipal tem agido de forma totalmente negligente com relação a diversos alertas sobre ilegalidades cometidas. [...] Em 2019, a arrecadação da Prefeitura com a operação direta do transporte coletivo foi de RS 10.002.019,701 já o valor pago à Viação Rosa foi de R$ 13.532.009.24, um prejuízo de RS 3.509.989,54", diz um trecho da denúncia.
    De acordo com o blog Sudoeste Digital, a ação passa a tramitar na Câmara dia 9 de setembro - ou seja, já na próxima sessão. Como o denunciante é um vereador, ele ficará impedido de votar sobre a denúncia e de integrar a Comissão processante.
    Procurado pelo BNews, o advogado de Gusmão, Ademir Ismerim, afirmou que vai aguardar o início da tramitação da ação na Câmara Municipal para se pronunciar. "Só vamos nos pronunciar sobre o mérito quando houver necessidade", declarou. Gusmão não foi encontrado pela reportagem para comentar o caso.
    Vale lembrar David Salomão é pré-candidato a prefeito de Conquista.
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment