Dayane Pimentel rebate Bolsonaro e diz que vai "blindar PSL de quem quer tomá-lo à força"


    O presidente do PSL na Bahia e deputada federal, Professora Dayane Pimentel, rebateu a informação veiculada nesta terça-feira (01), de que o presidente Jair Bolsonaro a quer fora do partido. A parlamentar adotou um discurso de “blindar a sigla de quem quer toma-lo a força”, fazendo, implicitamente uma referência a Bolsonaro, ex-aliado de Dayane. 
    "Seria interessante se a nota viesse com aspas do próprio Bolsonaro. Como só veio de forma especulativa, acho apenas engraçado. Mas aproveito a oportunidade para reafirmar que não sou uma simples correligionária do PSL, sou uma das peças que o blinda das garras dos que querem tomá-lo à força. Estarei aqui para blindar novamente se preciso for e isso talvez incomode os planos de quem vive com a intenção de desestabilizar o partido", declarou a deputada. 
    Segundo o colunista do O Globo, Lauro Jardim, caso Bolsonaro retorne ao PSL, sigla que deixou em novembro do ano passado, ele quer que algumas pessoas passem longe do partido. Nesta lista está o nome da deputada federal Dayanne Pimentel, ex-aliada, que, hoje, é uma crítica ferrenha do mandatário. Outros parlamentares também seriam alvo do presidente, como os deputados federais Joice Hasselmann, Júnior Bozzella e Nereu Crispim, além do senador Major Olímpio.  / Por: Arquivo /BNews 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment