Equipe econômica é silenciada após ameaça do presidente de "cartão vermelho"


    O Depois da desistência do governo de tocar adiante a proposta da equipe econômica de congelar aposentadorias e pensões para criar o Renda Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, orientou seus auxiliares a não falarem mais sobre o programa social. A informação é do jornal O Globo. 
    Na terça-feira (15), por exemplo, técnicos adotaram a "lei do silêncio" e evitaram tocar no assunto, mesmo que em conversas de bastidores. Segundo a publicação, o silêncio no Ministério da Economia pôde ser notado pela ausência do secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, na entrevista coletiva para tratar sobre projeções econômicas, mesmo que o compromisso estivesse na agenda oficial dele.
    Rodrigues é apontado como alvo do “cartão vermelho” apresentado por Jair Bolsonaro. Em entrevista ao G1, no domingo (13), o secretário disse que uma das medidas avaliadas pela equipe econômica para compensar o Renda Brasil era reduzir o valor do seguro-desemprego e cortar outros benefícios. Bolsonaro reagiu dizendo que estava probido falar sobre o assunto e negou os cortes. 
    O presidente tenta evitar que não confundam propostas em debate apenas na equipe econômica com os planos do governo. Procurado desde segunda-feira pelo GLOBO, Waldery não respondeu aos pedidos de entrevista. O mesmo ocorreu com outros técnicos. / Por: Marcos Corrêa/PR 
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment