Hospitais particulares de Salvador têm aumento de 10% na demanda de leitos de Covid-19


     Os hospitais particulares de Salvador sentiram o reflexo da abertura das atividades econômicas na cidade. De acordo com o prefeito ACM Neto, a demanda por leitos de UTI destinados a pacientes infectados pela Covid-19 aumentou 10%, chegando a 20% de ocupação. O número, ainda de acordo com ele, é considerado "confortável" e não "requer preocupação". A informação foi divulgada durante anúncio de obra de mobilidade na região da Tancredo Neves, na manhã desta quinta-feira (24)

    "Todos que têm noção do perigo da doença ficam observando o risco de uma possível segunda onda, mas o fato é que em muitos lugares onde houve uma abertura precipitada, sem cautela - uma marca da prefeitura - houve o número de casos e mortes. Aqui, em Salvador, os números continuam controlados. Houve uma elevação na rede particular, mas nada que traga preocupação", comentou o gestor.

    Neto acrescentou que, todos os dias, em média, quatro pessoas morrem com complicações da infecção. O número é bem inferior ao pico da doença, quando eram registrados até 65 sepultamentos. "O que nos faz celebrar cada vez mais os números menores, contudo, ainda são quatro vidas perdidas. Nós só vamos descansar quando não tiver mais nenhuma morte", completou.    Por: Heudes Regis / SEI  /  Bnews 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment