Irmão de Weintraub deixa governo Bolsonaro a caminho da OEA


     Assessor especial do presidente Jair Bolsonaro, Arthur Weintraub deixou o governo oficialmente. A exoneração do irmão de Abraham Weintraub foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (22).

    Arthur anunciou que deixaria o cargo no último dia 15 de setembro para assumir um cargo na Organização dos Estados Americanos (OEA). Em vídeo gravado ao lado de Arthur Weintraub, Bolsonaro desejou sorte ao assessor e disse que "as portas estão abertas" quando ele quiser retornar.

    Na gravação, o assessor diz que atuará em um cargo "na área do Direito", sem especificar qual função vai desempenhar. Abraham Weintraub, irmão mais velho de Arthur, deixou o Ministério da Educação em junho para assumir um cargo de indicação do Brasil no Banco Mundial.

    Por causa do novo emprego, o ex-ministro se mudou para Washington, capital dos Estados Unidos – onde também fica a sede da OEA. “Estou triste porque vou deixar o cargo, aqui, de assessor do presidente Bolsonaro. Quero dizer para ele que foi uma honra, de coração, foi uma honra ter trabalhado com o senhor, essa oportunidade que o senhor me deu. Estou indo para a OEA, cargo de direito, na área do direito”, diz o assessor no vídeo.

    O Palácio do Planalto e o Ministério das Relações Exteriores não deram mais informações sobre a indicação.  /Por: Reprodução Twitter 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment