Mourão nega influência política com visita de Mike Pompeo à Roraima: "Como se o povo americano fosse gado"


     

    O vice-presidente Hamilton Mourão se manifestou sobre as críticas sofridas pelo Governo Federal, após a visita do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ao estado de Roraima na semana passada, em encontro com o chanceler brasileiro Ernesto Araújo.

    Uma das falas mais contundentes veio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que viu o risco da motivação política na vinda do secretário há pouco mais de um mês da eleição presidencial no país norte-americano.

    Em conversa com jornalistas na saída do Palácio do Planalto, na manhã desta segunda-feira (21), Mourão declarou que associar a visita de Pompeo a uma campanha eleitoral é "desconhecer os Estados Unidos" e tratar os americanos como "gado".

    Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo emitiu uma nota em resposta à fala de Rodrigo Maia. Ele negou que o encontro tenha influenciado a "autonomia" do Estado brasileiro e destacou que os Estados Unidos são um aliado importante para combater o regime de Nicolás Maduro, na Venezuela, que faz fronteira com Roraima. /Por: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment