Redução de auxílio emergencial para R$ 300 cria divergências no Congresso


    A proposta do governo de estender o auxílio emergencial até o fim do ano reduzindo o valor para R$ 300 não está agradando o Congresso. O presidente Jair Bolsonaro tem um encontro nesta terça-feira (1º) com líderes da base do governo para tratar sobre a pauta no Palácio da Alvorada
    De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve aproveitar a fala no Congresso para avisar que a solução para o ajuste fiscal é política e não está em suas mãos. O ministro participa de reunião na comissão parlamentar que analisa as medidas contra a Covid-19.
    O pagamento do benefício elevou a popularidade do presidente duante a pandemia, sobretudo entre as camadas mais pobres da sociedade e na região Nordeste, segundo dados de pesquisas recentes. Essa é uma das apostas de Bolsonaro para conseguir a reeleição. /Por: Redação Bnews
      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment