Barroso preserva sigilo de vídeo do senador flagrado com dinheiro na cueca: "Humilhação desnecessária"


     O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, decidiu preservar o sigilo do vídeo do flagrante do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que escondeu R$ 30 mil na cueca. 

    A medida, de acordo com informações da coluna Radar, da revista Veja, dividiu a opinião nas redes sociais. Muitas pessoas lembraram que outros políticos não tiveram a mesma complacência do Supremo, que expôs outros personagens envolvidos em casos e corrupção.

    Barroso teria justificado a interlocutores que a sua decisão seguiu entendimento da Polícia Federal, que considerou a que a filmagem "exibe demasiadamente a intimidade do investigado" sem que acrescentasse nada substancial ao caso.

    “Se comprovada a culpabilidade do investigado, estará justificada a sua punição, mas não sua desnecessária humilhação pública. Humilhação pública desnecessária não é uma das penas previstas na legislação”, disse o ministro do STF.  / Por: Jefferson Rudy/Agência Brasil

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment