Carlos Geilson afirma que cassação de Targino é perseguição política: "A fera está mais forte"


     Após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar, por unanimidade, o mandato do deputado estadual Targino Machado (DEM), sob acusação de abuso de poder ao realizar atendimentos médicos durante a eleição de 2018, o candidato a prefeito de Feira de Santana pelo Podemos, Carlos Geílson, prestou solidariedade nas redes sociais. Na opinião dele, Targino foi vítima de uma perseguição política. 

    “A minha solidariedade ao deputado Targino vítima de uma perseguição política.Mas quem apostou que tirando o seu mandato ele iria pra debaixo da cama chorar, se enganou. A fera está mais firme e forte do que nunca. Aguardem!”, escreveu o candidato no Twitter. 

    A decisão do TSE reverteu o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) pela não cassação do mandato do demista em dezembro do ano passado na ação em que ele é acusado de abuso de poder.

    Targino foi acusado de abuso de poder econômico e político, após uma auditoria da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), que apontou a suspeita de troca de atendimentos médicos por votos pelo parlamentar. A defesa de Targino foi feita pelos advogados Mauro Menezes e Luiz Viana. 


    Por: Redação BNews 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment