Chefe do DPT de Teixeira de Freitas é investigado sob suspeita de usar carros apreendidos e emitir laudos em benefício próprio


     O coordenador do Departamento de Polícia Técnica (DPT), da cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, está sendo investigaddo pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) suspeito de cometer práticas ilegais no órgão. 

    Um dossiê obtido pelo jornal Correio aponta que Manuel Gomez Garrido, chefe do departamento, utiliza-se do poder que possui para cometer irregularidades como usar veículos apreendidos, cometer multas e gerá-las para o proprietário do veículo, além de clonagem de veículos e emissão de novos laudos em benefício próprio. O documento possui fotos, laudos, boletins de ocorrências, documentos internos do órgão.

    O procedimento está em curso na 3ª Promotoria de Justiça de Teixeira de Freitas. Já foram ouvidos o autor da notícia, o acusado e testemunhas. Ofícios também foram expedidos a vários órgãos para coleta de informações.

    De acordo com o MP-BA, a  conclusão da investigação depende da oitiva de uma última testemunha, que ainda não aconteceu em razão da medidas restritivas decorrentes do enfrentamento da pandemia.

    O DPT, por sua vez, informou que o caso corre em segredo de Justiça.  / Por: Redação BNews 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment