Deputado do PP pode responder por crime de peculato


     O deputado federal Laércio Oliveira (PP-SE) pode responder por crime de peculato, por um caso ocorrido em 2019, quando pagou à sua própria empresa, um valor por contrato de prestação de serviços, com recursos do seu partido.

    O PP, que em 2019 recebeu do fundo mais de R$ 440 mil, teria pago à MultServ R$ 163 mil, que representa 36,37% do valor total. A natureza da despesa, que inclui também gastos para mão de obra, não é comum para partidos políticos.

    O uso de verba partidária para benefício próprio pode ser configurado como conduta irregular. Caso seja comprovado, o deputado pode responder por crime, ainda que tenha contas aprovadas, e pode ficar inelegível.

    A MultServe, vale destacar, foi contratada sem licitação, para prestação de serviços na área de saúde no estado de Sergipe. 

    De acordo com informações do A Tarde, o deputado ainda precisa se preocupar com um advogado com cargo público, que nos últimos tempo vem afirmando ser de "extrema confiança" do pepista. 

    Ele estaria se autodeclarando "homem de confiança" e exercendo duas funções: pela atuação no órgão público e também em defesa de uma empresa de terceirizados, que presta serviços para a própria repartição pública.   / Por: laércio oliveira, deputado, PP, 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment