Globo deve demitir mais de 150 funcionários devido à reformulação no setor de humor da emissora


     Quem curtia dar boas risadas na frente da TV, ao assistir programas como "Zorra", "Fora de Hora", "Escolinha" e o quadro "Isso a Globo Não Mostra", da TV Globo, foi surpreendido com o anúncio do fim das atrações. Segundo informações divulgadas pelo colunista Maurício Stycer, do Uol, a emissora criou um grupo para desenvolver um novo programa de humor para as noites de sábado em 2021.

    No entanto, os efeitos da atual decisão acarretará em mais de 150 demissões. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, também do Uol, serão demitidas entre 150 e 180 pessoas, entre atores, produtores, redatores e demais áreas envolvidas. Parte desses, deverão ser recontratados no ano que vem, para a nova atração, mas sem registro efetivo em carteira e sim com contratos por obra ou temporada.

    Ainda segundo a publicação, outra categoria que será profundamente afetada com o fim dos humorísticos será a dos figurantes. Embora não contratados pela emissora, e pagos por dia de gravação por agências contratadas pela TV, eles tinham no humor uma de suas grandes chances de trabalho. Boa parte é formada de atores amadores ou em curso.

    Sobre o novo programa de humor em 2021, tudo ainda está sendo mantido em sigilo. Uma das principais novidades deve ser a mudança de chefia do setor. O cargo que era ocupado por Marcius Melhem, demitido há dois meses, poderá ser assumido por Marcelo Adnet, que vem ganhando cada dia mais espaço.  / Por: Redação BNews

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment