Guedes confirma criação de imposto digital e diz que governo precisa desonerar folha salarial


      O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar sobre a necessidade do Governo Federal implantar o novo imposto digital, nos moldes da antiga CPMF. Segundo o líder da pasta, a medida não vai aumentar a carga tributária do país, que também vai precisar desonerar a sua folha salarial.

    Como incentivo à geração de empregos, Guedes defende a retirada ou diminuição da contribuição previdenciária patronal, que é de 20% sobre a folha salarial. As informações são do UOL.

    O imposto digital, portanto, serviria para substituir esta contribuição, por isso a semelhança com a antiga CPMF, apesar do ministro rechaçar a comparação.

    "Tem um futuro digital chegando. O Brasil é a terceira ou quarta maior economia digital do mundo e nós vamos ter que ter um imposto digital mesmo. Querem aumentar imposto? Não, nós vamos diminuir os outros. Vamos simplificar os outros. Vamos desonerar a mão de obra. Estamos indo para um futuro melhor", disse.  / Por: Fábio Pozzebom/Agência Brasil 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment