Ministro do STF acredita que investigações na Corte irão ajudar a punir "fake news" nas eleições


      O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou, nesta segunda-feira (26), que o inquérito das "fake news" identificou o modo de atuação das milícias digitais e que irá auxiliar a Justiça Eleitoral a  punir quem se eleger com base em divulgação de notícias falsas.

    De acordo com o jornal Valor Economico, o ministro acredita que o inquérito irá "facilitar a Justiça Eleitoral, se houver necessidade, a identificar aqueles que, utilizando as redes, se aproveitaram de recursos não declarados, aqueles que se aproveitaram de mecanismos de milícias digitais, para eleger seus representantes".

    “A boa notícia é que em virtude do aumento do nível de agressividade dessas milícias digitais, as investigações realizadas, pela Polícia Federal, pelo próprio Ministério Público, nos inquéritos no Supremo Tribunal Federal, possibilitaram o conhecimento do mecanismo de atuação [...] O fato de há mais de um ano essas investigações estarem sendo realizadas possibilitaram já uma expertise maior da fiscalização por parte também da Justiça Eleitoral", afirmou Alexandre de Moraes, relator do inquérito na Corte.  /Por: Wilson Dias/Agência Brasil 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment