Governo de São Paulo admite aumento de 18% nas internações por Covid-19


     O governo do São Paulo admitiu nesta segunda-feira (16) que ocorre um aumento nas internações por Covid-19 no estado. Na última semana epidemiológica, entre os dias 8 e 14 de novembro, o número de hospitalizações por casos suspeitos e confirmados de coronavírus cresceu 18% em relação à semana anterior.

    A média diária de novas internações subiu de 859 para 1.009. O Plano São Paulo, que reclassifica os estágios da quarentena no estado não será atualizado nesta semana.

    De acordo com o governo paulista, o motivo da não atualização foi a falha nos dados do Ministério da Saúde, que impactou os dados de mortes por Covid-19 em SP na última semana.

    Segundo o secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn, caso os índices da pandemia continuem aumentando em São Paulo, medidas "muito mais austeras e restritivas" serão realizadas.

    João Doria (PSDB), governador, afirma que a reclassificação da quarentena foi adiada por "cautela", em função da "falta de informações sobre os casos e óbitos durante seis dias da semana passada".

    "Afetou a normalização dos dados em todo o Brasil, e aqui em São Paulo em especial. Por esta razão estamos adiando a atualização do Plano São Paulo para o dia 30 de novembro. É uma medida de cautela e que demonstra a nossa responsabilidade em não alterar a qualificação dos estados sem ter todos os indicadores disponíveis", disse o chefe do Executivo paulista. /Por: Divulgação/Igesp 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment