Mourão diz que não existe racismo no Brasil ao comentar morte de homem negro em supermercado


     O vice-presidente Hamilton Mourão lamentou nesta sexta-feira (20) a morte de um homem negro espancado por seguranças em um supermecado de Porto Alegre, mas ponderou que, na sua opinião, o episórdio não pode ser classificado como um episódio de racismo. 

    "Digo com toda a tranquilidade para você: não existe racismo no Brasil", afirmou. Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o vice-presidente citou sua experiência como morador dos Estados Unidos ao negar a existência de racismo no Brasil. 

    Para Mourão, o Brasil sofre de desigualdades, “fruto de uma série de problemas". João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, foi espancado até a morte na noite da última quinta-feira (19) no interior de uma loja da rede Carrefour. 

    Um dos agressores era segurança do local e o outro, um policial militar temporário. Mais cedo, também do governo federal, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, se solidarizou e colocou a pasta à disposição da família de João Alberto.


    Por: Reprodução/Romério Cunha/VPR 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment