Mulher pede socorro após ter casa alagada em Irecê; veja vídeo


     Uma moradora de Irecê, no centro norte baiano, pediu socorro ao poder público municipal após ter a casa alagada por causa da forte chuva que atinge a cidade desde segunda-feira (2). A mulher, de prenome Célia, gravou um vídeo no qual denuncia que o alagamento do imóvel estaria relacionado à uma obra inacabada, de responsabilidade da prefeitura. Ao percorrer a residência mostrando os estragos, a moradora pede socorro. "Simplesmente, estou pedindo socorro. Eu tô alagada depois desse trabalho que Elmo Vaz fez aqui. Olha aqui a situação da minha casa", demonstrou.

    Célia disse que mora no bairro Fundação Bradesco e indicou, sem dar detalhes, que uma obra perto de um trecho conhecido como Lagoa do Barro não foi concluída. "O prefeito inventou de fazer um trabalho perto da antiga Lagoa do Barro e não terminou. Com essa chuva que deu hoje, minha casa alagou", descreveu. A mulher percorre todos os cômodos do imóvel e mostra os estragos. Os moradores ainda tentaram salvar diversos objetos, que foram colocados sobre mesas e cadeiras.

    Em nota, a prefeitura de Irecê afirmou que "nenhuma cidade suporta 150 mm de chuvas em uma hora. Irecê não é diferente das demais". De acordo com a gestão, "as chuvas vieram numa proporção não imaginada e hoje estamos vivenciando um dos maiores temporais da história de Irecê". 

    A administração municipal informou ter iniciado uma força-tarefa para atender famílias prejudicadas. "Já iniciamos uma ação emergencial e coordenada para acolher e ajudar as famílias e pessoas que estão precisando neste momento, seja com abrigo, alimentação ou o que precisar de cobertor, colchão etc".

    A medida de apoio, diz a prefeitura, assiste a moradores do bairro Fundação Bradesco, o mesmo Célia reside. "Todos os nossos secretários e equipes de saúde e nutrição estão disponíveis, mais de 15 ônibus estão responsáveis por buscar pessoas em situação de vulnerabilidade, o 7º Batalhão de Polícia Militar, localizado na Fundação Bradesco, está recebendo doações, e já organizamos locais de alojamentos e recebimento de doações".

    Equipes da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Infraestrutura estão monitorando os principais pontos da cidade e realizando as ações emergenciais. A prefeitura pediu que o governo estadual decrete estado de emergência para a cidade  / Por: Redação BNews

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment