SSP lançará aplicativo para cidadão acionar viatura de forma remota


     O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, afirmou que a SSP está para lançar um aplicativo chamado 190, que será um app para fazer o acionamento da unidade policial de forma mais célere e sem a necessidade de comparecimento físico do solicitante.

    A ferramenta começará a ser testada por mulheres com medidas protetivas, depois será passará pelo crivo dos rodoviários, taxistas e motoristas do transporte por aplicativo.

    “Temos algumas ferramentas tecnológicas que estamos finalizando, adaptando, como o app 190, que é um aplicativo que vai fazer o acionamento da polícia. Vamos começar com pequenos grupos utilizando, a exemplos de mulheres com medidas protetivas já decretados pela polícia; e também no segundo estágio os rodoviários e os motoristas de táxi e aplicativos, que utilizarão este app para ter uma velocidade maior no acionamento das forças policiais”, reforçou Barbosa.

    Viaturas

    O secretário, que participou de uma entrega simbólica de viaturas realizadas pelo governo do Estado na sede do órgão na manhã desta terça-feira, 3, avalia que os equipamentos vão melhorar o atendimento da população e dar mais conforto à tropa no patrulhamento diário.

    “Estamos simbolicamente entregando 51 [viaturas] em Salvador, boa parte delas para capital e também para região metropolitana. Parte delas indo para Rondesp, Operação Gêmeos e para outras unidades aqui da capital, para as companhias de policiamento da capital. São 290 [viaturas], é um investimento de 31 milhões de reais em um prazo de 30 meses. Melhora as condições de trabalho dos nossos policiais e, consequentemente, melhora prestação de serviço à população na cidade.

    O secretário de Segurança Pública também falou da preocupação da pasta com os roubos a coletivos, falou que está ocorrendo uma intensificação das ações para coibir essa prática e revelou que houve uma redução de 14% nessa modalidade em 2020. /BNews  Por: Brenda Ferreira e Raul Aguilar

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment