Há quase um mês no aguardo de reunião com Rui, ACM Neto reafirma parceria: "palanque de lado"

     


    Há quase um mês aguardando "espaço" na agenda do governador para uma reuião, o prefeito ACM Neto garantiu que a Prefeitura de Salvador seguirá com a parceria junto ao Governo do Estado para adotar políticas de enfrentamento ao coronavírus, após disputas acirradas na eleição municipal.

    Questionado sobre um possível distanciamento do governador Rui Costa (PT) nas últimas semanas, em coletiva nesta sexta-feira (4), o democrata disse que está com um pedido de reunião com o governador engavetado há três semanas, mas que não há risco do clima pós-eleição atrapalhar o trabalho em conjunto, inclusive em 2021 quando assumir Bruno Reis (DEM).

    Vitorioso nas três maiores cidades da Bahia, ACM Neto diz que já deixou "o palanque de lado" e que vai voltar as atenções ao combate à Covid-19, não medindo esforços para se aliar ao Governo para disponibilizar a vacina para a população soteropolitana.

    "Estou aguardando há três semanas o governador marcar uma reuião [...] o governador tem a agenda dele, eu tenho a minha, e não vejo nenhum risco de afastamento, de distanciamento entre Prefeitura e Governo do Estado no trabalho de enfrentamento à pandemia. Penso que o espírito do prefeito Bruno [Reis] é o mesmo. Nós já deixamos o palanque de lado", assegurou.

    ACM Neto elogiou a própria postura ao longo da campanha e chegou a perguntar aos jornalistas se em algum momento "abriu a boca" para ofender algum adversário político. "Tive postura absolutamente exemplar", avaliou.

    Apesar de aguardar "espaço na agenda" de Rui para a reunião, o democrata diz que não há hipótese da parceria entre os dois desandar, e inclusive reconhece que o governador petista tem o mesmo comportamento.

    "Ninguém diverge da necessidade do trabalho em conjunto, não vi palavra contrária do governador, não vejo retrocesso nesse sentido. Eu assegurei que a disputa municipal não atrapalharia. Vocês ouviram algum dia eu abrir a boca para falar de quem quer que fosse na campanha? [...] tive postura absolutamente que considero exemplar [...] justamente para não comprometer essa relação necessária que precisar existir entre os dois entes", ressaltou.

    Por: Luiz Felipe Fernandez


      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment