Na véspera do Réveillon, Fila de espera no Ferry Boat chega a mais de três horas


     No último dia do ano de 2020, a fila de espera no Terminal de São Joaquim, em Salvador chega  a mais de três horas. O BNews acompanhou o embarque das pessoas que precisam usar o Ferry Boat logo no início da manhã desta quinta-feira (31). Mesmo com a pandemia do coronvírus, muita gente optou por usar o sistema e passar o réveillon nas ilhas da Bahia. O cenário foi de filas quilométricas e aglomerações. 

    A Internacional Travessias Salvador, administradora do sistema Ferry-Boat, informa que os ferries têm saídas programadas a cada 30 minutos.

    Segundo a  empresa, seguem obrigatórios o uso de máscara pelos passageiros e a autorização para embarque equivalente a 75% da capacidade de lotação dos barcos para pedestres, conforme resolução da agência reguladora, que prevê, também, o atendimento aos veículos correspondente à capacidade total de cada embarcação. O serviço de Hora Marcada permanece suspenso. Os passageiros recebem orientações sobre os protocolos referentes a esse período de pandemia na hora da compra da passagem, através do sistema de rádio e tv dos terminais e embarcações, e por meio de cartazes expostos nesses ambientes.
     
    Prevenção: entre as medidas adotadas pela ITS para esse momento de pandemia estão à venda de apenas uma passagem por pessoa; instalação de suportes de álcool em gel nas embarcações e salões de embarque dos terminais São Joaquim e Bom Despacho (reabastecidos regularmente), além da higienização e desinfecção de todos os ferries em trânsito, bem como das instalações dos dois terminais (realizadas diariamente).
     
    Bilheteria: as passagens para pedestres e dos veículos são adquiridas em ambos os terminais, com pagamento em dinheiro, cartões de crédito ou débito. Os terminais contam com sistema eletrônico que encerra o acesso de pedestres e veículos sempre que a venda atinge a capacidade de cada embarcação, e também quando é finalizado o procedimento de embarque.  /Por: Redação BNews
     

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment