Mandetta declara que Pazuello é incompetente e ‘só sabe cumprir ordens’

     


    O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta criticou o atual representante do cargo, Eduardo Pazuello, e o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) pela falta de organização para a aquisição de seringas e agulhas, materiais necessários para iniciar a imunização nacional contra o coronavírus.


    Em entrevista ao Radar Econômico, Mandetta afirmou que o presidente incentiva as pessoas a não aderirem à vacina porque o país não terá capacidade para vacinar em massa a população. De acordo com ele, isso aconteceu “porque ele não se preparou e não trabalhou”.


    Ele declara que a causa do país ter ficado “por último na vacinação” é a incompetência de Pazuello para ocupar o cargo. “A raiz disso tudo é nomear um militar para um ministro técnico”, expressou. Completou que ele só sabe cumprir ordens absurdas e dá, como exemplo, a cloroquina, remédio adquirido pelo governo, mesmo sem eficácia comprovada para o combate à infecção da Covid-19.


    “Essa questão é tão rudimentar, tão básica, que qualquer líder de grêmio estudantil da quarta-série primária compraria agulhas e seringas”, disse.


    *M1

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment