Anfitrião da festa de Arthur Lira é um empresário réu por fraude de R$ 3,8 milhões


     O anfitrião da festa que celebrou a vitória do líder do Centrão, Arthur Lira (PP-AL),  na eleição para presidente da Câmara dos Deputados, na noite da última segunda-feira, (3), é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de fraude de R$ 3,8 milhões.

    Dono da casa que reuniu cerca de 300 pessoas no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, Marcelo Perboni foi denunciado pelo MPF por se apropriar indevidamente de valores a serem pagos como impostos.

    O empresário foi acusado pelo MPF de fraude na aplicação de regras tributárias em suas empresas, ligadas ao ramo de frutas. Ele teria omitido receitas relativas a saídas de mercadorias. Perboni recorreu da acusação ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), para trancar a tramitação do caso em que é réu. As liminares, no entanto, segundo apurou o site Poder 360, foram negadas.

    “Marcelo Perboni, na condição de beneficiário dos lucros da atividade empresarial, apropriou-se de créditos de ICMS vedados pelo ordenamento jurídico, inserindo-os indevidamente em documentos e livros fiscais”, afirmou a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio Marques em parecer enviado ao Supremo.

    Em resposta ao recurso de Perboni, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, afirmou que o empresário forneceu “informações inexatas acerca da entrada e saída de mercadorias tributadas, apropriando-se indevidamente de valores a título de crédito tributário”. 

    Festa e aglomeração

    A maior parte dos convidados da festa na casa de Perboni não usava máscara de proteção contra o novo coronavírus, como foi possível ver em diversos vídeos divulgados nas redes sociais. No 1º pronunciamento como presidente da Câmara, proferido por volta das 22h de segunda-feira, (1), Lira pediu um minuto de silêncio para os mortos pela pandemia no Brasil.

    Uma banda de música animou os convidados. No telão, foram exibidos vídeos e fotografias da trajetória de Arthur Lira e das viagens do congressista pelo Brasil durante a campanha para presidente da Câmara.

    Os ministros Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Fábio Faria (Comunicações), o secretário Jorge Seif (Pesca) e o chefe da comunicação do governo, Fabio Wajngarten, estiveram na festa representando o presidente Jair Bolsonaro.

    Lira foi o candidato do Palácio do Planalto na disputa na Câmara. Seu principal adversário foi o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado pelo ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Foram 302 votos a 145.

    Leia mais em:

    Assista: festa da vitória de Arthur Lira tem aglomeração com ao menos 300 pessoas

    Aliada de Maia, Joice Hasselmann se irrita com bolsonarista após ser flagrada em festa de Arthur Lira

    Em festa sem máscaras, Isidório canta música gospel para Arthur Lira; assista   /Por: Reprodução  Por: Redação BNews

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment