Após ausência de Gérson para depoimento, STJD vai fechar inquérito contra jogador do Bahia acusado de injúria racial


     O inquérito que apura a acusação de injúria racial por parte de Juan Pablo Ramírez, do Bahia, contra Gérson, do Flamengo, deverá ser encerrado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), sem ouvir os jogadores do clube carioca. Isso porque os atletas não compareceram novamente à sede do orgão para prestar depoimento sobre o caso.

    O tribunal havia marcado a audiência presencial dos jogadores para 10h30 (de Brasília) desta quarta. O clube informou que os atletas não compareceram porque estão concentrados para a partida de quinta, contra o Vasco, pelo Brasileirão.

    O Flamengo tentou remarcar pela segunda vez os depoimentos dos jogadores. Relator do caso, Maurício Neves Fonseca vai despachar nesta quarta a negativa ao pedido. Essa é a segunda vez que o clube tenta remarcar a audiência. A primeira também foi indeferida pelo tribunal, que tem até o dia 11 para concluir o inquérito.

    A investigação foi aberta no dia 14 de janeiro a pedido da Procuradoria do STJD. No último dia 25 de janeiro, segunda-feira retrasada, o tribunal tomou os depoimentos do trio de arbitragem da partida e do delegado Marcelo Vianna. A Procuradoria do STJD informou que, concluído o inquérito, vai analisar uma possível infração por parte do Flamengo pelo não comparecimento dos jogadores à audiência./Por: Reprodução / TV Globo 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment