Bruno Reis defende Neto e diz que “relação com governo federal não passa por cargos”


     O prefeito de Salvador, Bruno Reis saiu em defesa do ex-prefeito ACM Neto e negou que a liberação da bancada do DEM nas eleições da Câmara dos Deputados foi uma espécie de toma lá da cá, em troca de cargos no governo federal. Nos últimos dias foi divulgado que o Democratas ganharia o Ministério da Educação, o que foi negado pelo presidente nacional do partido, ACM Neto. 

    “Desde sempre deixou claro que a relação com o governo não passava por cargos. Não passa de especulação infundada, não houve convite para qualquer ministério e se houvesse ele não aceitaria, deixou claro isso. Não formalizar apoio a candidato  {...] é que havia maioria no partido a favor da candidatura de Lira”, justificou, Bruno Reis, na manhã desta terça (2), durante reabertura dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal  de Salvador.  

    Ainda conforme Bruno, a melhor atitude foi liberar a bancada do DEM. “Ao longo do processo de campanha o Arthur Lira foi para cima. Quem já foi deputado como eu sabe que os deputados acabam tendo o desejo de se alinhar com quem vai vencer, ainda assim a posição adotada pelo Democratas não formalizando com nenhum dos blocos e liberando a bancada conforme. quando você é ampla maioria você consegue unificar uma posição, quando há uma grande divisão é melhor liberar a bancada. Eleição na Câmara e Senado tem muito disso, é muito pessoal”. 

    ACM Neto oficialmente apoio ao candidato derrotado Baleia Rossi, do MDB, mas após racha no partido, decidiu liberar a bancada para votar como quiser. A maioria dos deputados votaram em Arthur Lira, do PP, candidato do presidente Jair Bolsonaro. Lira foi eleito ontem para presidir a Câmara dos Deputados no próximo biênio. / Por: Bnews  Por: Raul Aguilar e Tamirys Machado

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment