Minisitério da Sáude admite "grande interesse" em compra de doses da Sputnik V


     Na busca para ampliar a cobertura da vacinação contra Covid-19 no país, o Ministério da Saúde admite ter "grande interesse" na aquisição de doses da Sputnik V, imunizante produzido na Rússia. É uma mudança de entendimento, após o Governo da Bahia ir à Justiça para que a vacina fosse analisada com base na sua aprovação por órgãos de outros países.

    Em contato com a fabricante União Química, o ministério chefiado por Eduardo Pazuello disse que quer acertar a compra o mais rápido possível. O Governo ficou ainda mais inclinado a comprar a Sputnik V após a divulgação de estudos que apontam para uma eficácia geral de até 90% da vacina.

    A sua liberação pela Anvisa, contudo, segue travada. O órgão ainda não liberou a vacina para a fase 3 dos testes em solo nacional, com a justificativa de que ainda faltam informações. As informações são da CNN Brasil.

    No documento enviado ao CEO da União Química, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, falou da intenção do governo e explicou que a compra depende "de autorizações da Conep e da Anvisa; o início da realização de estudo clínico de fase 3 no Brasil; e comprovada a submissão à Anvisa do pedido de registro para uso emergencial e temporário da vacina".  /Por: Sputnik V/Divulgação  Por: Redação BNews

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment