Não há previsão de chegada de vacinas contra Covid-19 em Salvador, diz subcoordenadora do controle de doenças


     Depois de ter recebido às pressas 8 mil doses da vacina contra a Covid-19 do governo do estado, Salvador decidiu dar continuidade à campanha de vacinação de idosos de 87 anos nesta quarta-feira (10). A cidade iria interromper temporariamente a campanha devido à falta de vacina em estoque. Segundo Doiane Lemos, subcoordenadora do controle de doenças do município, não há previsão de chegada de um novo lote de imunizantes. 

    “Não temos previsão de quando as vacinas vão chegar, então, não tem como fazer um planejamento. No momento, com as 8 mil doses disponíveis, seguindo a indicação do governo do estado, vamos vacinar idosos de 87 anos ou mais, quinta-feira, 86, e sexta, 85 anos. Para o município, é muito difícil ter essa previsão uma vez que a gente depende das doses enviadas pelo Ministério e as normativas do governo do estado”, disse. 

    A subcoordenadora explica que muitos familiares de idosos têm cadastrados seus parentes no "Vacina Express" voltado para aqueles com dificuldade de locomoção, mas, posteriormente, os levam até às unidades de saúde. O serviço disponibiliza 100 senhas diárias para que uma equipe se desloque até as residências.

    “Os agendamentos estão sendo feitos, inclusive chegando a casa dos 300 vacinados por dia, fazendo além do que foi previsto pelo prefeito. A procura é alta, mas precisamos registrar que os responsáveis estão cadastrando os idosos, mas os levando até os pontos de vacinações físicos, então, como se fala na epidemiologia, acabamos tendo um banco [de dados] ‘sujo’, pelo fato do idoso já ter sido vacinado, mas o nome ainda consta numa lista de agendamento”, completa.

    Doses

    Mais cedo, durante entrevista à TV Bahia, o secretário municipal da Saúde, Leo Prates, afirmou que Salvador recebeu do governo federal 108 mil vacinas, embora o plano do Ministério da Saúde era o envio de 170 mil. O número é insuficiente para vacinar todo o público prioritário, já que os profissionais da área de saúde representam o equivalente a 95.3% (103 mil) do valor recebido pelo município.

    "Nós só não suspendemos toda a vacinação porque ontem, às 19h, o governo do estado nos enviou 8 mil doses, o que garante a vacinação dos idosos conforme o cronograma que nós colocamos no dia de ontem: o de vacinar hoje idosos acima de 87 anos, amanhã, 86, e, depois, 85. Essa estratégia visa terminar todo o público acima de 85 anos e, a partir daí, seguir para outras fases", disse o secretário. 

    Ainda segundo Prates, o município planejou a vacinação com base em números de outras campanhas de imunização como por exemplo a da H1N1, mas a procura pelas doses contra a Covid-19 tem sido muito maior do que a de outras ações. 

    Matérias relacionadas:

    Rui sugere prioridade no repasse de doses de vacinas para municípios que imunizam mais rapidamente

    Três idosos morrem de Covid-19 após tomar vacina na cidade de Nazaré; tempo de imunização não foi suficiente

    Ex-prefeito de Piritiba se desespera ao receber vacina; veja vídeo


     Por: Dinaldo Alves / Bnews 

      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment