TRF manda PF investigar Coaf por causa de relatório sobre advogado dos Bolsonaros


     O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) determinou que a Polícia Federal abra um inquérito para identificar desvios de conduta na produção do Relatório de Inteligência Financeira do advogado Frederick Wassef, ligado à família Bolsonaro, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.  

    A requisição foi feita após o tribunal considerar ilegal a elaboração do documento. O entendimento foi de que o chamado RIF foi feito sem justificativa. O relatório mostra ao menos três operações bancárias suspeitas do advogado.

    A decisão de anular o relatório sobre o advogado foi da terceira turma do TRF-1, como mostrou o Painel no último domingo (31). A requisição de abertura de inquérito causou surpresa e indignação no Coaf. O órgão disse ao tribunal que seguiu padrão interno no caso de Wassef.

    Além de querer identificar responsáveis por eventual quebra de sigilo ilegal, o tribunal também mandou a PF investigar o vazamento do documento, que veio à tona em agosto do ano passado.  /Por: Reprodução  Por: Redação BNews


      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comentários:

    Post a Comment